Coronavírus

Ex-presidente do Eurogrupo defende que deve ser Bruxelas a gerir fundos de recuperação

Dijsselbloem acredita que será um grande passo em frente em relação a programas de resgate que tivemos na crise da Zona Euro.

Especial Coronavírus

Em entrevista à TSF, o antigo presidente do Eurogrupo questiona a forma como a Europa vai ajudar os diferentes países a enfrentar a crise económica.

Jeroen Dijsselbloem considera que não deve ser cada Governo a gerir sozinho os fundos que vai receber.

"(...) deixar um Governo nacional a decidir como vai gastar o dinheiro, não me parece que funcione (...). Agora, se se fizer isso em conjunto com a Europa, com a gestão da Comissão Europeia, e sob o controlo do Parlamento Europeu, acho que ainda haverá uma palavra sobre para o que serve realmente esse dinheiro e como podemos garantir que ele é bem gasto."

O antigo ministro holandês da Finanças defende que o processo deve ser fiscalizado e gerido pela Comissão e pelo Parlamento Europeu.

  • 2:34