Coronavírus

Covid-19: Brasil regista mais 892 mortos e 21.704 infetados nas últimas 24 horas

Sebastiao Moreira

Até ao momento, o país registou a recuperação de 379.245 pacientes infetados e 428.549 doentes continuam sob acompanhamento.

Especial Coronavírus

O Brasil contabilizou 892 mortos e 21.704 infetados pelo novo coronavíruas nas últimas 24 horas, totalizando 42.720 óbitos e 850.514 casos confirmados desde o início da pandemia, informou hoje o Ministério da Saúde brasileiro.

Segundo a tutela, a letalidade da doença no Brasil mantém-se nos 5%, estando ainda a ser investigada uma eventual ligação de 3.571 mortes com a covid-19.

Até ao momento, o país registou a recuperação de 379.245 pacientes infetados e 428.549 doentes continuam sob acompanhamento.

A executivo informou ainda que o Brasil soma 20,3 mortes e 404,7 casos de covid-19 por cada 100 mil habitantes, num país com uma população estimada de 210 milhões de pessoas.

São Paulo continua a ser o estado que concentra o maior número de casos, num total de 172.875 pessoas diagnosticadas e 10.581 vítimas mortais, seguido pelo Rio de Janeiro, que oficialmente contabiliza 78.836 infetados e 7.592 óbitos.

Treze das 27 unidades federativas brasileiras já ultrapassaram a barreira dos 20 mil infetados e nove já registaram mais de mil mortes.

Além de ser o segundo país do mundo com mais mortes devido ao novo coronavírus, o Brasil é também a segunda nação com mais casos registados, apenas atrás dos Estados Unidos da América.

O Brasil continua ainda a ser um dos países que menos testa a população face à doença causada pelo novo coronavírus, tendo efetuado 6.947 exames por cada um milhão de habitantes, segundo o portal Worldometer, que compila quase em tempo real informações da Organização Mundial da Saúde, dos Centros de Controlo e Prevenção de Doenças, de fontes oficiais dos países, de publicações científicas e de órgãos de informação.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 427 mil mortos e infetou mais de 7,7 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.