Coronavírus

Portugal com 6 mortes e 345 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Armando Franca

O último balanço da DGS.

Especial Coronavírus

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta terça-feira a existência de 1.540 mortes e 39.737 casos de Covid-19 em Portugal, desde o início da pandemia.

O número de óbitos subiu, de ontem para hoje, de 1.534 para 1.540, mais seis em relação a ontem, enquanto o número de infetados aumentou de 39.392 para 39.737, mais 345, o que corresponde a um aumento de 0,9%.

Há 441 doentes internados, mais 17 em relação a ontem. 72 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos, o mesmo número face a segunda-feira.

O número de casos recuperados subiu de 25.548 para 25.829, mais 281.

299 DOS 345 NOVOS CASOS EM LISBOA E VALE DO TEJO

Na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde se tem registado o maior número de surtos, a pandemia atingiu os 17.225 casos confirmados, mais 299 do que no domingo

Esta subida corresponde a 86,7% dos novos contágios, a nível nacional.

Na distribuição dos casos infetados por concelhos, Lisboa é o que regista o maior número de casos (3.191), seguido por Sintra (2.325), Loures (1.680), Vila Nova de Gaia (1.622), Amadora (1.479), Porto (1.414), Matosinhos (1.292), Braga (1.256), Maia (950) e Odivelas (963).

A região Norte continua a registar o maior número de infeções (17.329) e de mortes (814).

A região de Lisboa e Vale do Tejo regista 17.225 infeções e 446 mortos, a região Centro 248 óbitos e 4.014 casos confirmados, o Algarve 15 óbitos e 536 pessoas infetadas e o Alentejo dois mortos e 397 pessoas com covid-19.

Os Açores apresentam 144 casos de infeção pelo novo coronavírus SARA-Cov-2 e 15 mortes, enquanto a Madeira tem 92 pessoas infetadas e nenhum óbito registado.

DISTRIBUIÇÃO DOS CASOS POR GÉNERO E FAIXA ETÁRIA

Os dados do relatório da DGS indicam que, do total de mortes registadas até hoje, 775 são mulheres e 765 homens.

Por faixa etária, o maior número de mortes regista-se entre as pessoas com 80 ou mais anos (1.033), seguida pela faixa entre os 70 e os 79 anos (298). Entre a população com idades compreendidas entre os 60 e 69 anos há 140 mortes.

Os dados da DGS registam ainda 49 mortes na faixa etária entre os 50 e os 59 anos, 17 entre os 40 e os 49 anos, uma entre os 30 e os 39 anos e duas na faixa etária dos 20 aos 29 anos.

Relativamente ao total de casos de infeção, os dados apontam que 22.353 são mulheres e 17.384 homens.
A faixa etária mais afetada pela doença é a dos 40 aos 49 anos (6.659), seguida da faixa entre os 50 e os 59 anos (6.345) e das pessoas com idades compreendidas entre os 30 e os 39 anos (6.269).

Nas faixas etárias mais jovens, entre os 20 e os 29 anos, registam-se 5.724 casos e, entre os 10 e os 19 anos, 1.550.

Nas crianças até aos nove anos verificam-se 1.069 casos, precisam os dados da Direção-Geral da Saúde.

Sistema judicial "está preparado" para punir quem desobedecer

Francisca Van Dunem diz que até agora estavam a ser apenas aplicadas multas, mas o Governo apertou as restrições em Lisboa.

A ministra da Justiça garante que o sistema judicial está preparado para punir quem desobodecer às medidas restritivas impostas pelo Governo, incorrendo em crime de desobediência.

GOVERNO REFORÇA MEDIDAS DEVIDO AO AUMENTO DE SURTOS EM LISBOA

O primeiro-ministro apresentou esta segunda-feira um conjunto de medidas para fazer face ao aumento dos surtos da Covid-19 na Área Metropolitana de Lisboa e impedir os ajuntamentos ilegais, que se têm verificado nos últimos dias de norte a sul do país. O comunicado que estabelece as limitações foi publicado na página do Governo esta segunda-feira.

António Costa anunciou que o estado de calamidade vai continuar em 15 freguesias de cinco concelhos de Lisboa, entre eles Sintra, Amadora, Loures, Odivelas e Lisboa.

REGIÃO DE LISBOA DÁ UM PASSO ATRÁS NO DESCONFINAMENTO

O chefe de Governo disse que a reunião com os autarcas destes concelhos permitiu "localizar com grande rigor o núcleo do problema e identificar 15 freguesias".

O estado de calamidade vai abranger a totalidade dos concelhos da Amadora e de Odivelas, as freguesias de Camarate/Apelação e Sacavém/Prior Velho, em Loures, e uma ou duas freguesias de Lisboa.

Consulte aqui as novas medidas

  • 0:43