Coronavírus

Covid-19: Laboratório cobra 2.340 dólares por tratamento com remdesivir

Mike Blake

Medicamento pode reduzir o tempo de recuperação de doentes infetados com o novo coronavírus.

Especial Coronavírus

A Gilead Sciences, um laboratório norte-americano, definiu o valor a que o remdesivir vai ser comercializado.

A empresa norte-americana, segundo a Reuters, vai vender aos países desenvolvidos cada frasco a 390 dólares. A toma do medicamento é feita em cinco dias e o paciente terá de tomar seis doses de remdesivir. No total, o custo será de 2.340 dólares por cada doente.

Este medicamento é o único com aprovação para uso de emergência por parte dos reguladores dos Estados Unidos para o tratamento da Covid-19.

Porém, apesar de ter reduzido o tempo de recuperação de doentes com Covid-19, não fez com que a taxa de mortalidade diminuísse.

Peter Maybarduk, do grupo Public Citizen, uma associação de defesa dos direitos do consumidor, já criticou os preços e diz ser "uma demonstração de arrogância e desrespeito com a população".

Já a Gilead diz que o valor do medicamento está avaliado muito abaixo do que considera ser o valor dos benefícios que oferece e o preço estabelecido, para o laboratório, vai permitir o "acesso amplo e equitativo num momento de necessidade global urgente".

Segundo as contas da empresa, os hospitais, com a administração do remdesivir, vão poupar cerca de 12.000 dólares por cada doente com Covid-19.

  • 3:04