Coronavírus

Ministro nega sobrelotação nos comboios da Área Metropolitana de Lisboa

Ministro nega sobrelotação nos comboios da Área Metropolitana de Lisboa

Para o governante é importante ter dados para abordar a responsabilidade dos transportes públicos na propagação da covid-19.

Especial Coronavírus

O ministro das Infraestruturas e Habitação negou esta segunda-feira que os comboios da Área Metropolitana de Lisboa estejam sobrelotados. Pedro Nuno Santos diz mesmo que a frequência está “muito abaixo do normal”.

Diz ainda que há limitações na capacidade das infraestruturas e que estas só poderão ser alteradas com investimentos de fundo, justificando a impossibilidade de reforçar os horários na Grande Lisboa.

Pedro Nuno Santos entende que, ainda assim, que apesar de não haver um problema de sobrelotação, os comboios são focos de preocupação.

"Precisamos de trabalhar com a realidade dos factos e a verdade é que, neste momento, temos uma lotação na maioria esmagadora dos nossos comboios nas horas de ponta na AML abaixo dos 50%, ou mesmos dos 30%".