Coronavírus

Surto de Covid-19 em Sintra

Rafael Marchante

Um lar de Sintra registou uma morte e 26 infeções "assintomáticas" de Covid-19. O município também conta com dez bombeiros da corporação de Queluz infetados com o novo coronavírus.

Especial Coronavírus

O lar de Vale de Lobos, no concelho de Sintra, regista uma morte e um total de 26 infeções com o novo coronavírus, sendo que os restantes casos confirmados "são, para já, assintomáticos", segundo o vereador local da Saúde.

"No dia 2 [de junho] foram testados quatro utentes positivos no lar. Foram confinados imediatamente e no dia 18 surgiram mais quatro utentes positivos e dois trabalhadores. A partir daí, a nossa posição foi de testar todos os utentes e trabalhadores. No dia 23, testámos 88 pessoas e os resultados confirmaram mais 14 utentes contaminados e dois trabalhadores", afirmou à Lusa o vereador Eduardo Quinta Nova.

Desses 88 testes, três foram inconclusivos e terão de ser repetidos, enquanto os primeiros quatro casos diagnosticados, no dia 02 de junho, testaram negativo para a presença do coronavírus numa prova recente e aguardam realização do contrateste.

Covid-19 na corporação de bombeiros de Queluz

O comandante dos bombeiros de Queluz, Hugo Neves, e outros nove bombeiros da corporação, souberam este fim de semana que estão infetados com o novo coronavírus.

"Todo o efetivo, somos mais de 120, foi testado neste fim de semana. Entre sábado e domingo foram surgindo os resultados, e eu e nove bombeiros soubemos estar com covid-19", explicou o comandante da corporação de Queluz.

Infetados estão obrigados, por ordem médica,a quinze dias de quarentena

"Depois disso faremos dois testes cada um, e só quando ambos derem negativo há ordem para voltar ao trabalho", acrescentou.

Operacionalidade dos Bombeiros de Queluz não está posta em causa

"Com o apoio da minha estrutura de comando irei trabalhar à distância. O nosso trabalho vai continuar", concluiu.

Os elementos dos Sapadores Bombeiros de Lisboa irão ao quartel dos Bombeiros de Queluz esta segunda-feira avaliar a necessidade de uma eventual desinfeção das instalações.