Coronavírus

Número de mortos em Reguengos de Monsaraz sobe para 12 com mais três óbitos

(Arquivo)

NUNO VEIGA / LUSA

Número de doentes internados no hospital de Évora subiu para 20.

Especial Coronavírus

A morte de três pessoas infetadas com covid-19 elevou hoje para 12 o número de óbitos relacionados com o surto em Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora, informou hoje o município.

As vítimas, uma mulher de 93 anos, um homem de 82, e outro de 52, que é a primeira vítima na comunidade do surto detetado num lar em 18 de junho, estavam todas internadas no Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE).

O número de doentes internados no HESE subiu para 20 (eram 17 no sábado), dos quais cinco estão na Unidade de Cuidados Intensivos (UCI).

Portugal com 1.605 mortes e 43.569 casos de Covid-19

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou este sábado a existência de 1.605 mortes e 43.569 casos de Covid-19 em Portugal desde o início da pandemia.

O número de óbitos subiu, de sexta-feira para sábado, de 1.598 para 1.605, mais 7 em relação a ontem, enquanto o número de infetados aumentou de 43.156 para 43.569, mais 413.

O número de casos recuperados subiu de 28.424 para 28.772, mais 348

Dúvidas sobre os números da DGS relativos aos casos de Covid-19

O boletim da Direção Geral da Saúde pode não estar a contabilizar todos os casos de Covid-19.

De acordo com o semanário Expresso, há laboratórios, universidades e médicos que não registam os casos positivos de Covid-19.

Há, por exemplo, diferenças entre o número total de infeções e a distribuição por concelhos, como é o caso do Porto ou Lousada, que estão há semanas sem novos infetados, mas os hospitais negam esses números.

Os profissionais e antigos responsáveis na Saúde questionam mesmo a real dimensão da pandemia em Portugal.

Mais de 527 mil mortos e mais de 11,1 milhões de casos em todo o mundo

Pelo menos 527.241 pessoas morreram em todo o mundo devido à pandemia do novo coronavírus, desde que este surgiu, em dezembro na China, segundo um balanço da Agência France Presse, às 20:00, a partir de dados oficiais.

Mais de 11.145.640 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados em 196 países e territórios desde o início da pandemia, dos quais pelo menos 5.727.400 foram considerados curados.

Desde a contagem realizada na sexta-feira às 19:00 TMG (20:00 em Lisboa), registaram-se mais 4.376 mortes e foram diagnosticados mais 180.827 casos em todo o mundo.

Países mais atingidos

Os países com mais novas mortes são o Brasil, com 1.290, o México, com 654, e a Índia, com 442.

  • Estados Unidos com 129.584 mortes e 2.818.588 de casos
  • Brasil, com 63.174 mortes e 1.539.081 casos
  • Reino Unido, com 44.198 mortes e 284.900 casos
  • Itália, com 34.854 mortes e 241.419 casos
  • França, com 29.893 mortes e 203.367 casos
  • China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau) 83.545 casos e 4.634 mortos

Entre os países mais atingidos, a Bélgica é o que regista o maior número de mortes em comparação com a sua população, com 84 mortos por 100 mil habitantes, seguindo-se o Reino Unido, com 65, Espanha, com 61, Itália, com 58 e a Suécia, com 54.

A Europa totalizava às 20:00 de hoje 199.050 mortes e 2.710.595 casos diagnosticados, os Estados Unidos e o Canadá 138.304 mortes e 2.923.905 casos, a América Latina e o Caribe 124.355 mortes e 2.806.243 casos, a Ásia 37.000 mortes e 1.432.118 casos, o Médio Oriente 17.472 mortes e 811.831 casos, África 10.927 mortes e 451.075 casos, e a Oceânia 133 mortes e 9.882 casos.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global