Coronavírus

Facebook exclui perfis ligados a Bolsonaro com notícias falsas sobre Covid-19 

Notícias falsas têm atrapalhado o combate a pandemia no Brasil. 

Especial Coronavírus

O Facebook eliminou contas ligadas à família Bolsonaro, que disseminavam ataques a inimigos políticos do Presidente do Brasil e também notícias falsas sobre o novo coronavírus.

A ação do Facebook, que aconteceu também noutros países, foi o resultado de uma investigação do Laboratório Forense Digital, que apontou ligações diretas entre o Palácio do Planalto e o chamado "gabinete do ódio".

O Presidente brasileiro continua em isolamento na residência oficial, de onde tem feito reuniões por videoconferência. Os médicos estão a acompanhar 24 horas por dia a saúde de Bolsonaro, que esta semana anunciou que estava infetado com o novo coronavírus.

Brasil ultrapassa 1,7 milhões de infetados com o novo coronavírus

O Brasil totaliza 1.713.160 milhões de infetados e 67.964 óbitos devido à covid-19, informou esta quarta-feira o Ministério da Saúde, acrescentando que investiga ainda uma eventual relação de 4.105 óbitos com a doença.

De quarta para quinta-feira, o Brasil registou 1.223 vítimas mortais e 44.571 pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus. Segundo o executivo, 305 das 1.223 mortes ocorreram nos últimos três dias, mas foram incluídas nestes dados.