Coronavírus

Ryanair quer facilitar reembolsos bloqueados por agências de viagem online

Jason Cairnduff

Companhia apela "a todos os clientes afetados que solicitem o seu reembolso diretamente à Ryanair" através do novo formulário disponível no site.

Especial Coronavírus

A companhia aérea Ryanair informou esta quinta-feira que introduziu um novo processo para clientes que tiveram os seus reembolsos bloqueados por agências de viagens online e indicou que estes devem pedir o pagamento diretamente à companhia.

"Adicionalmente, a companhia aérea processará 90% de todos os reembolsos até ao final de julho", refere uma nota divulgada esta quinta-feira.

Segundo o texto, "plataformas não autorizadas como Kiwi.com, Last Minute.com, On The Beach e Love Holidays, entre outros, fornecem à Ryanair dados de clientes falsos, e adicionam nomes de clientes a cartões de crédito "virtuais", bloqueando os pagamentos de reembolso dos clientes".

A companhia apela "a todos os clientes afetados que solicitem o seu reembolso diretamente à Ryanair através do novo formulário 'Verificação de Cliente', disponível em Ryanair.com", acrescenta o comunicado da companhia, que diz ter recebido muitas queixas "sobre estas agências de viagens 'online' não autorizadas que se recusam a ajudar os clientes".