Coronavírus

Brasil regista 1.220 mortes diárias por Covid-19

Ricardo Moraes

E 42.619 novos casos de infeção.

Especial Coronavírus

O Brasil registou 1.220 mortes e 42.619 casos do novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo informações divulgadas esta quinta-feira pelo Ministério da Saúde do país.

Ao todo, o maior país da América do Sul soma agora 69.184 mortes e 1.755.779 casos confirmados da doença covid-19, que oficialmente foi detetada pela primeira vez no país em 26 de fevereiro.

O Governo brasileiro adiantou que há 632.552 pessoas infetadas em acompanhamento e outras 1.054.043 já são consideradas recuperadas da covid-19.

Região sudeste do Brasil continua a ser a mais afetada

Soma 604.912 casos e 31.608 óbitos na pandemia.

Nesta região, que concentra os estados mais populosos do Brasil, São Paulo e Rio de Janeiro lideram em número de óbitos e de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, que provoca a doença covid-19.

São Paulo, o estado mais rico e desenvolvido país, lidera nestas estatísticas, com 349.715 casos e 17.118 mortes provocadas pela covid-19, seguido pelo Rio de Janeiro, com 128.324 infeções confirmadas e 11.115 óbitos.

O estado do Ceará, no nordeste do país, registou 131.000 casos e 6.741 óbitos provocados pelo novo coronavírus, superando o Rio de Janeiro em infeções confirmadas, mas não no número de mortes.

Hoje, a Prefeitura de São Paulo, a maior cidade do país, com mais de 12 milhões de habitantes, divulgou a segunda fase de uma investigação serológica segundo a qual há uma enorme subnotificação dos casos da doença.

A investigação indica que 1,2 milhão de pessoas já terão sido infetadas na cidade de São Paulo.

O número é quase sete vezes maior do que os dados oficiais.Segundo país do mundo mais afetado pela pandemia, atrás apenas dos Estados Unidos em registo de casos e de óbitos, o Brasil aindanão conseguiu determinar quando ocorrerá o pico da doença, nem quando a curva de infeção vai começar a baixar.

A pandemia de covid-19 já provocou quase 551 mil mortos e infetou mais de 12,12 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Facebook exclui perfis ligados a Bolsonaro com notícias falsas sobre Covid-19

EUA são um dos países mais afetados pela pandemia

Os Estados Unidos, que tiveram a sua primeira morte ligada ao coronavírus no início de fevereiro, são o país mais afetado em termos de número de mortes e casos, com 132.803 mortes em 3.081.383 casos. Pelo menos 953.420 pessoas foram declaradas curadas.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil, com 67.964 mortes em 1.713.160 casos, o Reino Unido, com 44.602 mortes (287.621 casos), a Itália, com 34.926 mortes (242.363 casos) e o México, com 32.796 mortos (275.003 casos).

  • Covid-19. Conselho de Ministros anuncia hoje novas medidas

    Coronavírus

    Portugal resgista este sábado um novo máximo de internados em cuidados intensivos. O Conselho de Ministros está reunido e vai decretar "ações imediatas" de controlo da pandemia. O recolher obrigatório é uma das propostas do Governo. Os EUA continuam a ser o país mais afetado pela Covid-19. No Mundo há registo de mais de 45 milhões de infetados e 1,1 milhões de mortes.

    Ao Minuto

    SIC Notícias