Coronavírus

"A última vez que toquei nos meus filhos foi a 18 de março". A portuguesa infetada há 4 meses

Rita Rogado

Rita Rogado

Jornalista

Teve 11 testes positivos à Covid-19, dois inconclusivos e um negativo. Tânia Poço diz que os resultados são como um "balde de água fria". Quatro meses depois continua infetada. Não tem sintomas, mas sente-se cansada da situação.

Especial Coronavírus

Tânia Poço está infetada há quatro meses com o coronavírus. Tem 31 anos e é de Tavira. Fez esta segunda-feira o décimo quinto teste à Covid-19 e, até agora, testou uma vez negativo e dois testes foram inconclusivos. Todos os outros deram positivo.

Teve os primeiros sintomas a 12 de março - sem olfato e paladar -, mas não imaginou que fosse Covid-19. Ligou para a Saúde 24 quando os sintomas começaram a aumentar.

Foi internada a 18 de março com falta de ar. "Já não conseguia quase andar com falta de ar", contou à SIC Notícias. Desde aí que vê os filhos apenas pela janela de casa.

O marido e os filhos foram para casa dos pais de Tânia. A algarvia tem estado sozinha em casa em isolamento.