Coronavírus

Crise na Madeira. 45% da população ativa está em lay-off ou no desemprego

A questão que se coloca é se a região tem verbas para aguentar até que cheguem as ajudas financeiras da União Europeia.

Especial Coronavírus

Os turistas já começaram a chegar, mas são poucos para fazer mexer a economia do arquipélago.

A ocupação nos hotéis que abriram não vai além dos 20%, os restaurantes e esplanadas estão vazios e nas lojas o movimento é fraco.

Mais de 43 mil trabalhadores estão em lay-off e, em maio, o total de desempregados ultrapassou os 17 mil. Ou seja, a crise provocada pela Covid-19 afeta já mais de 61 mil pessoas na Madeira, o que representam 45% da população ativa da região.

As perspetivas do Governo regional, que tem pronto para debate no parlamento um orçamento suplementar, é que o desemprego atinja os 13% no fim de 2020, apesar de todas as medidas para mitigar os impactos da pandemia.