Coronavírus

Pedidos ao banco alimentar do Algarve têm aumentado

Teme-se o pior a partir do fim do verão.

Especial Coronavírus

Desde o início da pandemia, mais de 8 mil famílias algarvias passaram a precisar de ajuda alimentar.

A situação pode atingir proporções de catástrofe social , com as eventuais falências e despedimentos no final do verão.

O aviso é do coordenador do banco alimentar do Algarve, que receia não haver capacidade de resposta.