Coronavírus

Sobe para 54 número de casos positivos de Covid-19 em Mora

ANDRE KOSTERS

Com a população confinada em casa, por precaução, fecharam também cafés, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais.

Especial Coronavírus

O número de pessoas infetadas com Covid-19 na vila de Mora, no distrito de Évora, subiu hoje para 54, mais quatro do que na quinta-feira, disse à agência Lusa o presidente da câmara, Luís Simão.

O autarca, que aludiu aos dados mais recentes de que tem conhecimento da parte da Autoridade de Saúde, indicou que "há hoje registo de mais quatro infetados", face ao dia anterior.

"Estes quatro novos casos foram detetados nos testes que continuam a ser realizados à comunidade", referiu Luís Simão.

No Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), permanecem internados cinco doentes, quatro deles nos cuidados intensivos e um em enfermaria, referiu o presidente do município, corrigindo uma informação anterior dada à Lusa: "Não são todos homens, há uma mulher".

Fonte do HESE revelou à Lusa que os quatro doentes internados na Unidade de Cuidados Intensivos Covid, três homens e uma mulher, têm idades entre os 64 e os 69 anos, enquanto o doente hospitalizado em enfermaria, um homem, tem 89 anos.

O autarca de Mora encontra-se em casa, desde quinta-feira e "durante alguns dias", por recomendação da Autoridade de Saúde, na sequência dos testes aos trabalhadores do município, esta semana, que revelaram dois infetados.

"O meu teste à covid-19 deu negativo, mas, como contactei com documentos passados pelos dois infetados na câmara, tenho de ficar aqui e estou a trabalhar a partir de casa", contou à Lusa.

Aliás, o encerramento ao público dos serviços municipais, determinado em despacho assinado por Luís Simão, "vai manter-se".

"Não há outra hipótese. A decisão é esses serviços continuarem encerrados ao público enquanto continuarem a aparecer casos positivos e não tivermos aqui dois ou três dias em que não apareçam mais casos" da doença, justificou.

Até porque, frisou, "estão oito pessoas a trabalhar na câmara municipal", atualmente, "o resto está tudo em casa, por precaução".

Segundo o autarca, os testes de rastreio à doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 realizados nos lares do concelho, nomeadamente nos de Mora, Cabeção e Pavia, "deram negativo", faltando apenas "receber os resultados do de Brotas".

""Os testes aos bombeiros de Mora também foram realizados na quinta-feira, os militares da GNR já foram todos testados e a operação de testagem na comunidade continua a decorrer", acrescentou.

Este surto surgiu no dia 09 deste mês, quando foram confirmados os primeiros três casos positivos na comunidade, número que tem vindo a subir, todos os dias, à medida que vão sendo testados os contactos de pessoas infetadas.

A câmara ativou o Plano Municipal de Emergência e fechou, no início da semana passada, os serviços de atendimento ao público e outros equipamentos, como a Oficina da Criança, a Casa da Cultura, o Centro de Atividades de Tempos Livres e instalações desportivas.

Com a população confinada em casa, por precaução, fecharam também cafés, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais.

  • 14:18
  • 2:34