Coronavírus

Estudo conclui que vacina russa produz anticorpos

Resultados surgem numa altura em que os casos na Europa continuam a aumentar.

Especial Coronavírus

Os dados são ainda preliminares, no entanto um estudo científico conclui já que a vacina produzida pela Rússia produz anticorpos e não tem efeitos secundários graves.

Estes resultados surgem numa altura em que o número de casos de Covid-19 na Europa continua a aumentar.

Em Madrid, Espanha, foram implementadas novas restrições para travar o aumento dos contágios dos últimos dias. Nas últimas 24 horas o país registou 10.476 novos casos de Covid-19.

Em França, na primeira semana do novo ano letivo, 22 escolas foram já encerradas depois de casos de Covid-19, mas as autoridades garantem que os alunos, professores e funcionários chegaram já infetados e que a situação está controlada.

  • Medo, solidão e falta de afetos: como a pandemia lhes mudou a vida

    Coronavírus

    No Dia Internacional do Idoso, contamos a história de duas pessoas que têm em comum a solidão. A de Zulmira Marques, de 92 anos. Há 6 meses era alegre e passeava com as amigas quase todos os dias. Depois veio a pandemia e ficou “completamente sozinha” durante três meses. Agora não quer sair de casa. Tem vários medos. A outra é a de Maria do Céu. Morreu em junho, aos 87 anos. Os últimos dias de vida foram passados numa cama de hospital. Não pôde despedir-se das duas filhas.

    Rita Rogado