Coronavírus

Mais de 200 jovens juntaram-se de madrugada no Porto sem máscara

Rita Rogado

Rita Rogado

Jornalista

Em entrevista à SIC Notícias, o Presidente da Associação de Bares da Zona Histórica do Porto contou ter visto entre 200 e 300 pessoas, caixas de bebidas nas bagageiras de carros e garrafas vazias espalhadas pelo chão.

Especial Coronavírus

Algumas centenas de jovens juntaram-se esta sexta-feira e sábado à noite na zona histórica do Porto.

A Associação de Bares da Zona Histórica do Porto contou que não cumpriram as regras de distanciamento social nem usaram máscara: "Não há máscara, ninguém está protegido, eu não consegui tirar uma fotografia onde estivesse alguém com uma máscara".

Em entrevista à SIC Notícias, o Presidente António Fonseca acusou alguns proprietários de bares de contribuirem para os ajuntamentos, uma vez que colocam música na rua. António Fonseca diz que nalgumas zonas da cidade juntaram-se entre 200 e 300 pessoas, algumas menores de idade. Os jardins da Cordoaria e as galerias de Paris são as mais frequentadas pelos jovens. Relatou ainda ter visto caixas com bebidas em malas de carros e garrafas vazias espalhadas pelo chão.

Segundo o Presidente da Associação de Bares da Zona Histórica do Porto os ajuntamentos pioraram no verão, apesar de serem habituais noutras alturas.
Na última semana, o número de casos de Covid-19 no norte do país aumentou. No dia 30, foi mesmo a região com mais infetados diários.