Coronavírus

Covid-19. Morreu no hospital idosa de lar ilegal em Évora

Flavio Lo Scalzo

Há outros dois utentes internados.

Especial Coronavírus

Morreu na noite de quarta-feira uma idosa de 88 anos do lar ilegal de Évora infetada com covid-19 que estava internada no Hospital do Espírito Santo.

Segundo a autarquia, o surto neste lar regista agora 38 pessoas infetadas, das quais 28 utentes e 10 funcionários. Destes, dois utentes estão internados. Os restantes aguardam no lar pela transferência para uma residência de estudantes da Universidade de Évora.

O primeiro caso positivo detetado neste lar foi o de um idoso.

Na segunda-feira, o presidente da Câmara de Évora, Carlos Pinto de Sá, afirmou que o Lar da Quinta da Sizuda está ilegal porque se localiza numa zona da cidade cujo plano de urbanização não permite a instalação deste tipo de instituições.

Câmara prepara hospital de campanha