Coronavírus

Portugal com mais 8 mortes e 825 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Manu Fernandez

Dados da Direção-Geral da Saúde.

Especial Coronavírus

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta quarta-feira a existência de um total de 1.971 mortes e 75.542 casos de covid-19 em Portugal desde o início da pandemia.

O número de mortes subiu de 1.963 para 1.971, mais 8 do que na terça-feira.

O número de infetados aumentou de 74.717 para 75.542, mais 825 que na terça-feira.

Nas últimas 24 horas recuperaram da doença 337 pessoas, sendo agora o total de recuperados desde o início da pandemia 48.530.

Quanto ao número de pessoas internadas, há mais 5 desde terça-feira, estando no total hospitalizadas 666. Há mais 6 pessoas internadas nos cuidados intensivos, totalizado 105.

O boletim refere ainda que as autoridades de saúde têm em vigilância 44.758 contactos, mais 527 em relação a terça-feira.

DADOS POR REGIÃO

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados mais 398 novos casos de infeção o que representa, contabilizando a região 38.692 casos e 765 mortes.

A região Norte regista mais 294 novos casos de covid-19, totalizando 27.029 e 886 mortos desde o início da pandemia.

Na região Centro registaram-se mais 82 casos, contabilizando no total 6.158 infeções e 263 mortos.

No Alentejo foram registados mais três casos de covid-19, totalizando 1 502 casos, mantendo-se os 23 mortos anteriormente registados.

A região do Algarve tem notificados mais 41 casos de infeção, somando 1.663 casos e mantém os 19 mortos.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados mais cinco novos caso nas últimas 24 horas, somando 274 infeções detetadas e 15 mortos desde o início da pandemia.

A Madeira registou dois casos nas últimas 24 horas, contabilizando 224 infeções, sem óbitos até hoje.

IDADE E GÉNERO


Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções, com um destaque para a faixa entre os 40 e os 49.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 34 278 homens e 41 264 mulheres, de acordo com os casos declarados.

Do total de vítimas mortais, 988 eram homens e 983 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

Há 302 surtos ativos de Covid-19, a maior parte no Norte do país

Portugal tem 302 surtos ativos no país, a maior parte no Norte, todos eles caracterizados pelas autoridades de saúde, segundo os dados revelados esta quarta-feira no parlamento pela diretora-geral da Saúde.

Graça Freitas, que falava na Comissão Parlamentar de Saúde, numa audição em conjunto com a Comissão de Trabalho e Segurança Social, explicou que dos 302 surtos ativos identificados até terça-feira, 123 são na Região Norte, 33 no Centro, 106 em Lisboa e Vale do Tejo, 17 no Alentejo e 23 no Algarve.

"Estão todos tipificados. Sabemos onde estão e como aconteceu, se foi numa festa de casamento, num restaurante ou numa peregrinação, e também quem são os contactos próximos", disse Graça Freitas, explicando que só ao fim de 28 dias sem casos novos é que as autoridades dão os surtos por resolvidos.

A responsável, que foi ouvida no âmbito de um requerimento do CDS-PP sobre os vários surtos que, desde o início da pandemia, se vêm registando em lares, cujo caso mais grave ocorreu numa estrutura de Reguengos de Monsaraz, disse que os dados disponíveis apontam para 51 surtos ativos em lares em todo o país.

Destes 51 surtos, 10 situam-se no Norte do país, dois na Região Centro, 35 em Lisboa e Vale do Tejo, três no Alentejo e outros três no Algarve.

Portugal entra em novo período de contingência

A situação de contingência que vigora em Portugal continental desde 15 de setembro é prolongada esta terça-feira até às 23:59 de 14 de outubro, face ao aumento de casos de covid-19 registado nas últimas semanas.

A resolução a declarar a situação de contingência entrou em vigor às 00:00 do dia 15 de setembro e vigorou até às 23:50.

A 24 de setembro o Conselho de Ministros decidiu prolongar até 14 de outubro, com a fixação de regras de proteção individual e coletiva dos cidadãos.

Entre as medidas aplicadas:

  • limitação das concentrações a 10 pessoas, salvo se pertencentes ao mesmo agregado familiar, na via pública e em estabelecimentos e a proibição da venda de bebidas alcoólicas em áreas de serviço ou em postos de abastecimento de combustíveis.
  • proibição da venda de bebidas alcoólicas, a partir das 20:00, nos estabelecimentos de comércio a retalho, incluindo supermercados e hipermercados e a proibição do consumo de bebidas alcoólicas em espaços exteriores dos estabelecimentos de restauração e bebidas no após as 20:00, salvo no âmbito do serviço de refeições.

Ao abrigo desta resolução é atribuída, em regra, ao presidente da câmara municipal territorialmente competente a competência para fixar os horários de funcionamento dos estabelecimentos da respetiva área geográfica, ainda que dentro de determinados limites -- das 20:00 às 23:00 - e mediante parecer favorável da autoridade local de saúde e das forças de segurança.

  • Nos restaurantes, cafés e pastelarias a 300m das escolas, vigora o limite máximo de quatro pessoas por grupo, salvo se pertencentes ao mesmo agregado familiar e em áreas de restauração de centros comerciais, existe o mesmo limite máximo de quatro pessoas por grupo.

O Governo determinou ainda a criação de equipas distritais de intervenção rápida para contenção e estabilização de surtos de covid-19 em lares e o estabelecimento de regras específicas de organização de trabalho nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, determinando a obrigatoriedade de serem adotadas medidas de prevenção e mitigação dos riscos decorrentes da pandemia, como escalas de rotatividade de trabalhadores entre o regime de teletrabalho e o trabalho prestado no local de trabalho habitual, e o desfasamento de horários.

LINKS ÚTEIS

MAPA COM OS CASOS A NÍVEL GLOBAL