Coronavírus

Lobo Xavier explica à SIC como está a recuperar da covid-19

Exclusivo SIC Notícias

O advogado e comentador político confessa que estava convencido de que "com cuidado e respeitando as regras, seria praticamente inatingível".

Especial Coronavírus

António Lobo Xavier, advogado e comentador político, está infetado com covid-19. Em declarações à SIC, disse que está bem, "com apenas uma tosse ligeira".

O advogado tem sido notícia nos últimos dias por ter estado presente no Conselho de Estado, no dia 29 de setembro, onde também estiveram outras pessoas, entre elas o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o primeiro-ministro, António Costa e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

Todas as pessoas que estiveram no Conselho de Estado tiveram de fazer o teste à covid-19. António Lobo Xavier é o único infetado.

"Provavelmente não estaria infetado nessa altura (Conselho de Estado) e é certo que me sentia ótimo nesse dia. Lamento o incómodo que causei. Houve um grande alarme, que eu compreendo, em certa medida, mas quem está doente sou apenas eu, isolado e vigiado, com risco de sequelas. Os outros felizmente estão todos bem", disse o advogado.

O comentador político confessa que estava convencido de que "com cuidado e respeitando as regras, seria praticamente inatingível". Mas essa ideia rapidamente perdeu forma.

"A vida mostrou-me que havia boa dose de arrogância na minha convicção: os cuidados e as regras reduzem o risco, mas não impedem a infeção a 100%. Percebi também que devemos fornecer imediatamente às autoridades uma lista exaustiva dos nossos contactos. Foi isso que fiz e foi isso que permitiu que em tão pouco tempo uma grande quantidade de pessoas estivessem alerta e pudessem ser testados. Acho que isso correu bem e com bons resultados", declarou.

Depois de ter testado positivo à covid-19, o comentador político isolou-se em casa, esteve em regime de teletrabalho e conta que abandonou a vida social fora do âmbito da "família nuclear".

António Lobo Xavier deixa ainda uma nota: "Há milhares de pessoas a passarem o mesmo que eu, anonimamente, e provavelmente em piores condições. Só mesmo isso é que me preocupa neste momento".