Coronavírus

Portugal com mais 10 mortes e 1.278 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Rafael Marchante

Desde 10 de abril que Portugal não registava um número tão alto de novos casos.

Especial Coronavírus

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou no boletim diário desta quinta-feira que há um total de 10 mortes e 1.278 casos de covid-19 em Portugal nas últimas 24 horas.

O número de mortes subiu de 2.040 para 2.050, mais 10 do que na quarta-feira. Já o número de infetados aumentou de 81.256 para 82.534, mais 1.278, o maior aumento diário de casos desde 10 de abril.

Nas últimas 24 horas, 480 doentes foram dados como recuperados. Desde o início da pandemia em Portugal, em março, já recuperaram da doença 51.517 pessoas.

Esta quinta-feira estão ativos 28.967 casos, mais 788 do que na quarta-feira. Sob vigilância estão 46.182 contactos, mais 159 em relação a quarta-feira.

Nas últimas 24 horas foram hospitalizadas mais 37 pessoas, estando no total internadas 801. Nos cuidados intensivos, estão internadas 115 pessoas, mais 11 do que na quarta-feira.

As autoridades de saúde têm em vigilância 46.182 contactos, mais 159 em relação a quinta-feira, e 480 doentes foram dados como recuperados nas últimas 24 horas.

Desde o início da pandemia em Portugal já recuperaram da doença 51.517 pessoas.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados mais 482 novos casos de infeção, contabilizando a região 41.707 casos e 814 mortes.

A região Norte regista hoje mais 642 novos casos de covid-19, totalizando 30.111 e 905 mortos desde o início da pandemia.

Na região Centro registaram-se mais 101 casos, contabilizando 6.662 infeções e 271 mortos.

No Alentejo foram registados mais nove novos casos de covid-19, totalizando 1.604, com um total de 25 mortos desde o inicio da pandemia.

A região do Algarve tem hoje notificados mais 30 casos de infeção, somando 1.892 casos e 20 mortos.

Na Região Autónoma dos Açores foram registados quatro novos casos nas últimas 24 horas, somando 291 infeções detetadas e 15 mortos desde o início da pandemia.

A Madeira registou 10 novos casos nas últimas 24 horas, contabilizando 267 infeções, sem óbitos até hoje.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções. A faixa etária 40 e os 49 é a que regista o valor mais elevado.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 37.514 homens e 45.020 mulheres, de acordo com os casos declarados.

Do total de vítimas mortais, 1030 eram homens e 1020 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

"Um milhar de casos é uma barreira mais psicológica do que verdadeiramente epidemiológica"

Ricardo Mexia sublinha que a tendência de aumento já vinha a notar-se nas últimas semanas. Porém, defende que a barreira dos mil casos é "mais do que verdadeiramente epidemiológica".

O mais preocupante são os casos que se vão acumulando e gerando pressão sobre o a capacidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde, desde os cuidados primários.

Lacerda Sales já tinha revelado que Portugal passou a barreira dos mil casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Desde o início da pandemia é a terceira vez que Portugal regista mais de 1.000 casos em 24 horas. O número já tinha sido revelado pelo secretário de Estado da Saúde durante a manhã de quinta-feira.

Numa visita ao Hospital de Braga, Lacerda Sales deixou ainda um alerta: "Temos de nos preparar para o que aí vem".

O primeiro-ministro há três semanas já tinha antecipado este cenário, mas só agora Portugal atingiu os mil casos em 24 horas.

António Costa no final da última reunião de urgência do gabinete de crise para o acompanhamento da evolução da covid-19 em Portugal, a 18 de setembro, tinha deixado alguns apelos ao portugueses, mas também um alerta: "estamos a sofrer um forte crescimento de novos casos diariamente, a manter-se esta tendência seguramente na próxima semana chegaremos a 1.000 novos casos por dia".

Na altura, Costa defendeu que "o controlo da pandemia depende da responsabilidade pessoal de cada um" e insistia que nesta fase o país não pode voltar a parar.

LINKS ÚTEIS