Coronavírus

Número de novos casos de Covid em Itália supera os 5.000 pela primeira vez desde março

Guglielmo Mangiapane

Mais de 5.300 novos contágios nas últimas 24 horas em território italiano.

Especial Coronavírus

Itália registou 5.372 casos de contaminação com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, um número apenas verificado no pico da primeira vaga da pandemia de covid-19, segundo dados do Ministério da Saúde.

O número de novas infeções diárias mais do que duplicou na última semana e confirma a tendência de agravamento da pandemia, verificada nos últimos dias.

As autoridades italianas, contudo, salientam que se estão a fazer agora muitos mais testes do que aqueles que eram realizados em março, tendo sido efetuados 129.500 nas últimas 24 horas.

No total, Itália registou 343.770 casos de infeção com o novo coronavírus desde o início da pandemia neste país, em 21 de fevereiro.

Nas últimas 24 horas, morreram 28 pessoas com covid-19, um número em linha com os verificados nos últimos dias, elevando o saldo provisório de óbitos para 36.111.

Embora a maioria dos doentes com covid-19 permaneça isolada nas suas casas, com sintomas leves ou sem eles, o número de internados está a crescer e já ultrapassa 4.000 (mais 190 desde quinta-feira), assim como o de doentes que necessitam de cuidados intensivos (387 em todo o país, 29 a mais do que na quinta-feira).

As regiões mais afetadas pela pandemia na Itália continuam a ser no norte, a Lombardia, Veneto e Emilia Romagna, embora os casos estejam a crescer em outras regiões no sul, como Lazio, cuja capital é Roma, ou Campânia, cuja capital é Nápoles.

Na Lazio, as medidas de segurança já foram reforçadas nas localidades perto de Roma e já foram proibidas festas e encontros com mais de seis pessoas.

O presidente da Campânia, Vincenzo De Luca, ameaçou confinar a região se esta tendência de agravamento continuar.

O assessor do Ministério da Saúde italiano para questões relacionadas com a pandemia, Walter Ricciardi, anunciou que novas medidas de contenção estão a ser consideradas, devido ao aumento de casos nas últimas semanas.

Os meios de comunicação social italianos dão nota de que o Governo possa mesmo decretar o encerramento de restaurantes e casas de espetáculo.

Nos últimos dias, o Governo italiano obrigou ao uso de máscara em todo o país, mesmo em espaços abertos.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão e sessenta e três mil mortos e mais de 36,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.