Coronavírus

Nebulização elétrica: é assim que o metro de Lisboa é desinfetado

DR

Pela oitava vez a empresa vai desinfetar as estações.

Especial Coronavírus

O Metropolitano de Lisboa informou esta quarta-feira que vai realizar a oitava ação de desinfeção por nebulização elétrica nas 56 estações da rede, de forma a reduzir o risco de contágio da covid-19. A operação vai durar vários dias e decorre sempre a partir das 22h00.

Pontos de contacto: corrimãos, máquinas de venda e elevadores

A desinfeção das estações incide sobretudo sobre os pontos de contacto mais elevados, como corrimãos, mobiliário, máquinas de venda de títulos, postos de venda, os canais de validação e também elevadores.

O processo é feito através de nebulização elétrica e de acordo com a empresa o produto tem uma ação prolongada, “mantendo-se ativo o efeito biocida até 30 dias”. Razão pela qual, até ao final do ano, estão previstas mais duas ações do género.

Limpeza das carruagens. Como e quando é feita?

O metro de Lisboa diz ainda que há um reforço da limpeza diária das pegas, varões e outras superfícies de maior contacto no interior dos comboios e que, mensalmente, o interior dos comboios são desinfetados também por nebulização elétrica quando estão estacionados nos cais ou términos.

“Relembramos, ainda, que todas as 56 estações do Metropolitano de Lisboa têm disponível, gratuitamente, álcool gel para desinfeção de mãos”.