Coronavírus

Portugal regista mais 19 mortes e 1.856 novos casos de Covid-19

Rafael Marchante

Último balanço da DGS.

Especial Coronavírus

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou no boletim diário deste domingo que há mais 19 mortes e 1.856 novos casos de Covid-19 em Portugal.

O número de mortes subiu de 2.162 para 2.181, mais 19 do que no sábado e o número de infetados subiu de 98.055 para 99.911 em apenas 24 horas.

Em vigilância, permanecem 54.851 contactos, mais 2.308 do que no sábado.

Os dados hoje divulgados revelam ainda mais 1.081 casos recuperados, perfazendo 59 mil.

Já os casos ativos ascenderam a 38.730, uma subida de 756 em comparação com o dia anterior.

Por região, o Norte concentra 39.449 casos confirmados, mais 1.168 do que no sábado, e 959 óbitos, mais nove.

Lisboa e Vale do Tejo, por seu turno, têm mais 385 casos confirmados para um total de 47.412 e mais 10 mortos, contabilizando 881.

Já o Centro regista mais 231 casos para 8.214 e as mortes permanecem inalteradas em 277.

O Alentejo soma 1.991 casos confirmados, ou seja, uma progressão de 35 casos face a sábado, e os óbitos continuam sem alterações em comparação com sábado (27).

A região do Algarve tem hoje notificados 2.199 casos, mais 28 do que no sábado, e os óbitos ficaram inalterados em 22.

A Madeira continua sem registar óbitos e apresenta mais oito casos confirmados para 328, enquanto os Açores adicionaram mais um caso à lista de confirmados, somando 318, e o número de mortes não sofreu alterações, continuando em 15.

Por sua vez, em internamento estão 1.086 pessoas, mais 72 do que no sábado.

Nas unidades de cuidados intensivos estão internados 155 doentes, mais sete do que no dia anterior.

Do total de casos confirmados, 54.427 são mulheres e 45.484 homens.

O novo coronavírus já causou, em Portugal, a morte de 1.100 homens e 1.081 mulheres.

Camas de cuidados intensivos com ocupação de 70% no Norte

A ocupação das camas dedicadas à covid-19 nos hospitais do Norte ascendia a meio desta semana a 61% na valência de enfermaria e a 70% no caso dos cuidados intensivos, segundo a Administração Regional de Saúde.

Numa resposta escrita enviada à Lusa, a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) adiantou que os hospitais da região dispõem de 464 camas de enfermaria dedicadas à covid-19, das quais 285 se encontravam ocupadas na quarta-feira (cerca de 61%).

Já nas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), das 81 camas alocadas à doença, 57 estavam ocupadas no mesmo dia, o que corresponde a uma ocupação de cerca de 70%.

Segundo a ARS-N, nesta região a capacidade instalada para todas as patologias é de 5.489 camas de enfermaria e 308 camas de cuidados intensivos, num total de 16 equipamentos de saúde (nove centros hospitalares, quatro hospitais e três unidades de saúde local).

ARS Norte contacta privados para aliviar pressão nos hospitais

A imagem que está a ser encarada como um sinal de esperança

Links úteis

Mapa com os casos a nível global

  • 17:19