Coronavírus

Covid-19. Morreu mais um utente da Misericórdia da Marinha Grande

Este surto já provocou duas mortes.

Especial Coronavírus

Um utente da Misericórdia da Marinha Grande morreu no domingo no Hospital de Leiria infetado com covid-19, elevando para dois o número de óbitos de idosos daquela instituição, disse esta segunda-feira o provedor.

"Um utente do lar das Vergieiras morreu ontem [domingo] de madrugada no hospital. Tinha mais de 90 anos e outras patologias", afirmou à agência Lusa Joaquim João Pereira.

Na sexta-feira, o provedor da Santa Casa da Misericórdia da Marinha Grande, no distrito de Leiria, referiu que a instituição tinha registado um óbito pelo novo coronavírus, um utente com cerca de 80 anos que estava internado no Hospital de Leiria. Outros cinco utentes e nove funcionárias tinham também testado positivo para a doença.

Esta segunda-feira, Joaquim João Pereira adiantou que, além dos dois mortos, há seis utentes do mesmo lar infetados com covid-19, um dos quais foi transportado à noite para o mesmo hospital.

"Todos os outros estão em isolamento no lar", explicou, acrescentando que o número de funcionárias infetadas com covid-19 aumentou para 11.

Segundo o provedor, "nove funcionárias trabalham no lar das Vergieiras e duas na unidade de cuidados continuados, contígua ao lar", estando "todas em casa e a maioria sem apresentar sintomas".

"Além das funcionárias que testaram positivo, outras quatro foram para casa porque tiveram contacto com aquelas", assinalou, reconhecendo que "está complicado ao nível dos recursos humanos".

A Misericórdia da Marinha Grande "já contratou duas pessoas e vai contratar mais", adiantou Joaquim João Pereira, declarando-se preocupado, mas acreditando que o surto está controlado.

"O importante é não entrarmos em pânico, mas tentar resolver com serenidade a situação", defendeu, garantindo que a instituição "está a fazer tudo para que mais pessoas não sejam infetadas".

O lar das Vergieiras tem 46 utentes e 48 funcionários. Presta também apoio domiciliário a 28 utentes.

A Santa Casa da Misericórdia da Marinha Grande dispõe ainda de um outro lar (Outeirinhos), com 62 utentes, mais 42 em apoio domiciliário e 68 funcionários. Já na unidade de cuidados continuados estão 31 utentes apoiados por 39 trabalhadores, enquanto o centro infantil é frequentado por 180 crianças e tem 44 funcionários.

O concelho da Marinha Grande registou desde o início da pandemia, em março, 152 casos confirmados de covid-19, mantendo-se 50 ativos, segundo o último boletim da Comissão Distrital de Proteção Civil de Leiria, divulgado às 00:11 de hoje.

No mesmo período, 98 pessoas recuperaram da doença e foram contabilizados quatro óbitos, de acordo com fonte da Proteção Civil.