Coronavírus

Covid-19. Mais de 24 mil testes rápidos já foram feitos em Portugal

Dos 24 mil, 1.200 deram positivo.

Especial Coronavírus

Mais de 24 mil testes rápidos à covid-19 já foram feitos em Portugal, dos quais 1.200 deram positivo.

Os primeiros testes rápidos começaram a ser distribuídos pelas várias administrações regionais de Saúde do país.

A norma da Direção-Geral da Saúde, que regula os três tipos de testes usados, foi publicada há mais de um mês e atualizada há uma semana.

Estes testes de antigénio, que permitem obter resultados em menos de meia hora, devem ser usados nos primeiros cinco dias da doença para diminuir os riscos de um falso negativo.

O que são os testes de antigénio?

Os testes de antigénio para deteção do novo coronavírus são uma das modalidades de testes de diagnóstico rápido para a covid-19 possíveis, mas não isenta de riscos, segundo a Nature.

Um artigo assinado na quinta-feira pela publicação científica Nature Biotechnology elenca as ofertas de testes rápidos à covid-19 possíveis, numa altura em que aumentam de forma exponencial as infeções, nomeadamente na Europa, incluindo Portugal.

Os testes rápidos, ao contrário dos laboratoriais, podem dar resultados "numa questão de minutos" e são mais fáceis de usar, o que é essencial nesta fase da pandemia, segundo o artigo, que cita Michael Mina, professor de epidemiologia na Escola de Saúde Pública Harvard TH Chan, nos Estados Unidos.