Coronavírus

"Vamos ter Natal, com mais ou menos pessoas"

DGS acredita que vai ser possível celebrar a data.

Especial Coronavírus

A diretora-geral da Saúde diz acreditar que vai ser possível comemorar o Natal, mesmo com restrições. Graça Freitas espera que na altura possa haver um abrandamento das medidas de restrição.

DGS volta a lembrar a importância de respeitar a “bolha”

Graça Freitas deixou esta segunda-feira várias mensagens no sentido de serem evitados os contactos fora da “bolha” familiar. A diretora-geral da Saúde diz que é hora de sermos nós “a moldar a dinâmica do vírus”.

Graça Freitas explica que, nesta fase da pandemia, o contacto familiar – quer entre coabitantes ou núcleos familiares distintos – assume um grande relevo na transmissão do vírus. Para isso, explica que é necessário reduzir os contactos ao máximo.

“Ao conviver com familiares de outros núcleos ou com amigos, aumenta a probabilidade de contágio. Vamos fazer escolhas, está nas nossas mãos escolher com quem nos encontramos”, pediu, relembrando as alternativas ao convívio físico que a tecnologia permite hoje em dia.