Coronavírus

Costa convoca partidos e parceiros sociais para reunião no Infarmed na quinta-feira

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa, momentos antes do início da IX sessão de apresentação sobre a “Situação epidemiológica da Covid-19 em Portugal”, no Infarmed, em Lisboa.

ANTÓNIO PEDRO SANTOS

O gabinete do primeiro-ministro convocou os partidos políticos para uma nova reunião sobre a situação epidemiológica da Covid-19 em Portugal no Infarmed, em Lisboa.

Especial Coronavírus

O gabinete do primeiro-ministro convocou hoje os partidos políticos para uma nova reunião sobre a situação epidemiológica da Covid-19 em Portugal no Infarmed, em Lisboa, a partir das 10:00 de quinta-feira.

Para a reunião foram também convocados os parceiros sociais, a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), a Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE) e o Patriarcado de Lisboa, disse à Lusa fonte do gabinete de António Costa.

A última reunião sobre a situação epidemiológica, que junta o Presidente da República, o presidente da Assembleia da República, o primeiro-ministro, dirigentes dos partidos com representação parlamentar, parceiros sociais e consleheiros de Estado, entre outros, realizou-se no dia 19 de novembro.

O novo formato das reuniões consistiu numa primeira parte com apresentações técnicas, aberta à comunicação social, e uma segunda fase de perguntas dos políticos e dirigentes patronais e sindicais.

Nestas reuniões participaram também, por videoconferência, os conselheiros de Estado.

Portugal está em estado de emergência desde 09 de novembro e até 08 de dezembro, período durante o qual há recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado do novo coronavírus, que provoca a doença da covid-19.

Até ao final da semana, o Presidente da República deverá decretar a renovação do estado de emergência, o que só pode acontecer depois de um parecer favorável do Governo e da aprovação pelo parlamento, que deverá acontecer na sexta-feira à tarde.

Portugal contabiliza pelo menos 4.427 mortos associados à covid-19 em 294.799 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).