Coronavírus

"Não percebi esta declaração da ministra, não foram apresentados dados concretos"

O virologista Paulo Paixão comenta as declarações de Marta Temido

Especial Coronavírus

A ministra da Saúde, Marta Temido, falou esta quarta-feira aos jornalistas numa conferência de imprensa sobre a vacinação contra a covid-19. A ministra adiantou que a vacina será "universal, facultativa e gratuita".

O Governo estima que o montante global gasto nas vacinas contra a covid-19 pode chegar aos 200 milhões de euros em Portugal.

O plano nacional de vacinação contra a covid-19 vai ser apresentado esta quinta-feira.

No Jornal das 7 da SIC Notícias, o virologista Paulo Paixão questionou a realização desta conferência de imprensa, pela falta de "dados concretos", e deixou críticas à forma como a comunicação tem sido feita.

"Não percebi o porque desta declaração da ministra. Não se apresentou dados concretos nenhuns, mais valia esperar por amanhã", disse.

Paulo Paixão considera que, apesar dos esforços do Governo, "muitas vezes a mensagem não é passada da melhor forma" e que por isso deve ser melhorada. Sugere que as autoridades de saúde deviam contar com o apoio de pessoas especializadas em comunicação de saúde para este tipo de tarefas.