Coronavírus

Covid-19. Reino Unido regista número de óbitos mais elevado numa semana

Alberto Pezzali

Nas últimas 24 horas foram registadas 616 mortes.

O Reino Unido registou 616 mortes, o valor mais alto numa semana, e 12.282 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, o número mais baixo em oito dias, segundo o Ministério da Saúde britânico.

Na segunda-feira tinham sido notificadas 189 óbitos e 14.718 novos casos, mas os dados do fim de semana são normalmente mais baixos devido ao atraso no processamento.

Atualmente, a média diária dos últimos sete dias é de 428 mortes e 15.308 infeções.

Desde o início da pandemia covid-19, o Reino Unido contabilizou oficialmente 62.033 mortes de covid-19 e 1.750.241 casos.

O número de mortes cujas pessoas não tiveram o diagnóstico confirmado por teste, mas cuja certidão de óbito aponta o coronavírus como fator, notificado semanalmente, subiu para 73.125.

O "Dia V"

O Reino Unido começou esta terça-feira a administrar as primeiras vacinas contra a covid-19 a partir de cerca de 50 hospitais em todo o país, tendo dado prioridade a maiores de 80 anos, residentes e funcionários de residências seniores e profissionais de saúde.

A primeira pessoa do Reino Unido a receber a vacina contra a covid-19, desenvolvida pela farmacêutica norte-americana Pfizer e a sua associada alemã BioNTech, foi uma mulher de 90 anos.

Margaret Keenan foi filmada enquanto lhe era administrada a vacina, por volta das 06:30 no Hospital Universitário de Coventry, no centro de Inglaterra.

"Isto é para uma boa causa, por isso estou feliz por tê-lo feito", disse.

  • A árdua experiência com a sustentabilidade 

    Mundo

    E se alguém lhe dissesse que passaria a viver num quarto, com eletricidade apenas para pequenos utensílios domésticos, sem aquecimento central, ar condicionado ou água quente. Teria apenas três conjuntos de roupa, sem máquina de lavar ou secar, faria dieta local sem produtos de origem animal e não andaria de automóvel nem de avião?

    Opinião

    João Abegão