Coronavírus

Portugal regista 95 mortes e 5.080 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Armando Franca

O pior registo diário de mortes desde o início da pandemia.

Saiba mais...

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 5.080 casos de infeção e mais 95 mortes associadas à doença covid-19, segundo o boletim da Direção-Geral da Saúde desta sexta-feira.

Desde o início da pandemia morreram em Portugal 5.373 pessoas, dos 340.287 casos de infeção confirmados. Foram considerados curados mais 4.100 doentes nas últimas 24 horas, totalizando 263.648.

Há menos 2 doentes internados nas Unidades de Cuidados Intensivos, totalizando 507. Em relação aos internamentos em enfermaria, há menos 74 pessoas internadas, totalizando agora 3.230.

A DGS refere também que as autoridades de saúde têm em vigilância 74.894 contactos, menos 739 em relação a quinta-feira, e que estão ativos mais 885 casos, totalizando 71.266.

No que diz respeito aos 5.080 novos casos, 2.395 registam-se na região Norte, 1.618 em Lisboa e Vale do Tejo, 787 na região Centro, 193 no Alentejo, 66 no Algarve, 16 nos Açores e 5 na Madeira.

Das 95 mortes a lamentar nas últimas 24 horas, o pior registo desde o início da pandemia, 41 ocorreram na região Norte, 32 em Lisboa e Vale do Tejo, 16 na região Centro, duas no Alentejo, duas no Algarve, uma nos Açores e uma na Madeira.

DADOS POR GÉNERO E FAIXA ETÁRIA

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

O novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 152.955 homens e 187.198 mulheres, referem os dados da DGS, segundo os quais há 134 casos de sexo desconhecido, que se encontram sob investigação, uma vez que estes dados são fornecidos de forma automática.

Do total de vítimas mortais, 2.816 eram homens e 2.557 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

Primeiro dia de vacinação em Portugal

António Costa avançou esta sexta-feira de manhã, em Bruxelas, no final do conselho europeu, que o primeiro dia da vacinação contra a covid-19 em Portugal poderá ser 5 de janeiro.

O primeiro-ministro defende que a vacinação deve começar ao mesmo tempo em toda a União Europeia.

Já o coordenador do Plano Nacional de Vacinação garantiu que Portugal vai poder vacinar 50 mil pessoas por dia nos centros de saúde.

Francisco Ramos disse que este número pode ser atingido sem pôr em causa a restante atividade das unidades.

As primeiras vacinas deverão começar a ser administradas no início de janeiro, um ou dois dias após a chegada dos medicamentos a Portugal.

3.ª fase da vacinação será feita por ordem de inscrição

A Comissão Técnica de Vacinação para a Covid-19 prevê que o número de doses disponíveis depois de terminadas as primeiras duas fases para os grupos prioritários de vacinação, será suficiente para que não sejam implementados critérios específicos, nem criados mais grupos prioritários para além dos que já estão previstos.

Um dos elementos da Comissão Técnica adiantou ao Expresso que a distribuição só terá de ser alterada se houver atrasos na entrega das vacinas.

Portugal vai receber 22 milhões de doses. Os grupos prioritários deverão receber 3,7 milhões de doses até junho.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global

  • 6:56