Coronavírus

Covid-19. Índia autoriza utilização da vacina da AstraZeneca

OXFORD UNIVERSITY / JOHN CAIRNS / HANDOUT

País deverá vacinar 300 milhões de pessoas em oito meses.

Saiba mais...

A Índia aprovou na sexta-feira a utilização da vacina contra a covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca em conjunto com a Universidade de Oxford, informou este sábado o ministro Prakash Javadekar.

A vacina da AstraZeneca é a primeira a receber “luz verde” na Índia, o país mais afetado pela pandemia a seguir aos Estados Unidos.

Uma equipa de especialistas do regulador de medicamentos indiano recomendou ainda a autorização de uma outra vacina que está a ser produzida localmente pela Bharat Biotech, apesar dos poucos resultados clínicos conhecidos.

Índia aguarda aprovação de mais três vacinas

O ministro referiu ainda que há outras duas vacinas a aguardar aprovação, sem contar com a da Bharat Biotech. São elas a da farmacêutica Zydus Cadila - “CoV-D” - e a “Sputnik-V” da Rússia.

O regulador indiano deverá anunciar em breve mais detalhes sobre o plano de vacinação.

A vacina da AstraZeneca com a Universidade de Oxford foi aprovada no Reino Unido na terça-feira e é mais barata do que as rivais. Apesar disso, os seus testes clínicos têm sido marcados pela incerteza sobre qual a dose mais eficaz.

A Índia regista mais de 10,3 milhões de casos de covid-19 e 150 mil vítimas mortais. O país espera vacinar 300 milhões de pessoas nos primeiros seis a oito meses de 2021.