Coronavírus

França abre investigação a festa ilegal de passagem de ano

Durou dois dias e participaram milhares de pessoas.

Saiba mais...

Foi aberta uma investigação em França para apurar responsabilidades no caso de uma festa ilegal de passagem de ano. Durou quase dois dias e juntou centenas de pessoas.

As autoridades francesas decretaram o recolher obrigatório na noite de passagem de ano, mas, mesmo assim, foi organizada uma festa de música eletrónica na região de Rennes.

Os organizadores dizem que pediram aos participantes para cumprirem um período de isolamento e garantem que, durante o evento, foram distribuídas máscaras e álcool-gel.

O evento acabou com a chegada da polícia, 36 horas depois do início. Pela festa terão passado cerca de 2.500 pessoas. Mais de 1.200 foram multadas por não terem respeitado o recolher obrigatório, não usarem máscara e terem marcado presença num ajuntamento.

O ministro francês do Interior diz que foi aberta uma investigação para apurar responsabilidades.

  • 4:05