Coronavírus

Covid-19. Novas restrições na Madeira: o que muda a partir desta terça-feira

O número de infetados está a aumentar.

Especial Coronavírus

O número de infetados com covid-19 na Madeira está a aumentar a cada dia. A partir de terça-feira entram em vigor medidas mais apertadas como o recolher obrigatório das 23:00 às 05:00 e foi adiado o regresso às aulas nos concelhos mais afetados.

A tendência das últimas duas semanas na Madeira é de aumento do número de infetados. No segundo dia do ano foram confirmados mais 99, o número mais alto desde o início da pandemia. O governo regional reagiu com novas medidas.

O que muda a partir desta terça-feira, dia 5, em todo o arquipélago:

  • Os bares e os restaurantes fecham às 22:30
  • É proibido andar na rua entre as 23:00 e as 05:00
  • As visitas aos lares estão suspensas até pelo menos 15 de janeiro, onde já decorre a vacinação dos profissionais e utentes
  • Na função pública o trabalho presencial é reduzido ao mínimo.

A cautela é ainda maior nos três concelhos mais afetados: Funchal, Câmara de Lobos e Ribeira Brava. As aulas, que nos outros municípios retomam esta segunda-feira, aqui só deverão reiniciar a 11 de janeiro.

Entretanto, os professores e os auxiliares estão a ser testados para se definir o dia concreto da reabertura. Os encarregados de educação têm a falta ao trabalho justificada.

Todas as medidas serão reavaliadas daqui a duas semanas e, pouco depois, no início de fevereiro, está previsto que cheguem à Madeira mais 14 mil doses da vacina da Pfizer.