Coronavírus

Pais que não conseguem ficar em teletrabalho não têm onde deixar os filhos

A Confederação das Associações de Pais pede ao Governo que resolva o problema o mais rápido possível. 

Saiba mais...

Os ATL, centros de estudo e de explicações tiveram ordem para encerrar a partir desta sexta-feira. À conta disso, o primeiro dia de confinamento está a ser muito complicado para milhares de pais que, continuando a trabalhar, não têm onde deixar os filhos fora do horário escolar.

Este segundo confinamento, muito semelhante ao de março de 2020, tem mais exceções, ou seja, há mais pessoas a trabalhar sem possibilidade de acompanhar os filhos, fora do horário escolar.

A Confederação das Associações de Pais pede ao Governo que resolva o problema o mais rápido possível.

O diploma que coloca o país em confinamento geral vai vigorar durante quinze dias, mas o primeiro-ministro, António Costa, já admitiu que está tudo pensado para um horizonte de um mês.