Coronavírus

Covid-19. "Nós não vamos precisar de enviar doentes para o estrangeiro"

ANTONIO COTRIM

Presidente da Comissão de Acompanhamento da Resposta Nacional em Medicina Intensiva para a covid-19 está convencido que com a "resposta que se conseguiu montar" Portugal poderá não precisar de enviar doentes para o estrangeiro.

Saiba mais...

João Gouveia, presidente da Comissão de Acompanhamento da Resposta Nacional em Medicina Intensiva para a covid-19, acredita que para já não é necessário enviar doentes portugueses para o estrangeiro.

"Nós não vamos precisar de enviar doentes para o estrangeiro, eu espero sinceramente que não precisemos, estou convencido que com a resposta que se conseguiu montar não vamos precisar."

A equipa alemã que chegou a Portugal na semana passada começa esta segunda-feira a tratar pacientes. Os médicos militares têm capacidade para tratar, ao mesmo tempo, oito pacientes, em vigilância diária e permanente.

A comitiva alemã está a trabalhar no Hospital da Luz, em Lisboa. A escolha desta unidade hospitalar é da responsabilidade da comissão de acompanhamento da resposta nacional em medicina intensiva, nomeada no ano passado pelo Ministério da Saúde.

O presidente da comissão de acompanhamento diz que já estão a ser recebidos doentes com covid-19 no Hospital da Luz. São doentes críticos e vêm sobretudo dos hospitais da região de Lisboa.

O Hospital da Luz tem estado a trabalhar em parceria com o Hospital Amadora-Sintra.

A equipa alemã é constituída por oito médicos e 18 enfermeiros e trouxe para Portugal material médico, como ventiladores e bombas de infusão.