Coronavírus

Covid-19. A este ritmo seriam precisos cinco anos para imunizar 75% da população mundial

OMS avisa que é preciso acelerar o processo.

Saiba mais...

A nível global, o número de novos infetados está em queda há seis semanas. A Organização Mundial da Saúde diz, contudo, que é preciso manter restrições estratégicas e acelerar a vacinação.

Média de 6,2 milhões de doses administradas por dia

Se o ritmo atual de vacinação continuasse, seriam precisos cinco anos para imunizar 75% da população mundial. Em média, estão a ser administradas 6,2 milhões de doses por dia em todo o mundo. Os cálculos são da agência de notícias Bloomberg.

A Organização Mundial da Saúde sublinha que é preciso agilizar o processo, mas apela aos países desenvolvidos que, antes de fazerem encomendas adicionais, verifiquem se estão a prejudicar os mais pobres. Dez países aplicaram mais de 75% das vacinas até agora distribuídas. 130 países não receberam qualquer dose.

Vários pontos do globo arrancam vacinação

Esta terça-feira foi dia de arranque de vacinação em vários pontos do globo. O Afeganistão começou a imunizar profissionais de saúde, forças de segurança, professores e jornalistas. Recebeu 500 mil doses da AstraZeneca através do Governo da Índia.

Ao Senegal chegaram 200 mil doses da chinesa Sinopharm. A prioridade são os médicos e enfermeiros, maiores de 60 e doentes crónicos, mas os primeiros vacinados foram o ministro da Saúde e outros membros do Governo.

Dakar enviou 10% do lote recebido às vizinhas Guiné-Bissau e Gâmbia.

Entretanto, o Brasil aprovou a vacina da Pfizer/BioNTech. Há outras duas a serem usadas com autorização de emergência, mas esta é a primeira a conseguir certificação definitiva. A importação passa assim a estar autorizada, mas ainda não foi negociada a compra de qualquer dose.

Na Europa, o Comissário do Mercado Interno visitou mais uma fábrica de vacinas. Desta vez, a da Pfizer em Puurs, na Bélgica. É a maior do continente e foi a primeira a anunciar atrasos.