Coronavírus

Família em teletrabalho a partir da casa onde passava férias

Sérgio Campos

Sérgio Campos

Repórter de Imagem

Uma família de Aveiro mudou-se para uma aldeia de Anadia desde que começaram os confinamentos e o ensino à distância.

Saiba mais...

O teletrabalho permite exercer funções em qualquer lugar, até mesmo longe de casa. É o caso de uma família de Aveiro que desde o início da pandemia tem estado a trabalhar, à distância, a partir da aldeia onde passavam férias.

A casa que era dos avós de Lígia já tinha passado a casa de férias e, no último ano, foi promovida a local de trabalho da família Pereira.

Lígia, Miguel, Matias e Matilde vivem na cidade de Aveiro num T2.

Desde que começaram os confinamentos e a escola à distância, pegaram nos computadores e mudaram-se para Algeriz, no concelho de Anadia.

Miguel, engenheiro eletrotécnico da Altice Labs em Aveiro, está em teletrabalho a 100%. Lígia, funcionária da administração pública em Coimbra, tem estado num sistema misto.

Ganharam qualidade de vida e mais tempo de qualidade com os filhos, Matias e Matilde. Afinal, ter os pais em teletrabalho permite-lhes fazer o que num apartamento seria difícil.

Com o teletrabalho, pouparam tempo nos carros e no comboio e colecionam agora quilómetros em atividades ao ar livre e passeios de bicicleta.