Coronavírus

Greta Thunberg falha cimeira do clima em protesto contra desigualdade na vacinação

Johanna Geron

"Claro que gostaria de estar presente (…). Mas não a menos que todos possam participar nas mesmas condições".

Saiba mais...

A ativista sueca Greta Thunberg anunciou na sexta-feira que não irá participar na cimeira do clima das Nações Unidas, que se realiza em novembro em Glasgow, na Escócia, em protesto contra a distribuição desigual das vacinas da covid-19.

"Claro que gostaria de estar presente (…). Mas não a menos que todos possam participar nas mesmas condições. Neste momento, muitos países estão a vacinar jovens saudáveis, muitas vezes às custas de grupos de risco e trabalhadores da linha de frente (...).”, escreveu a jovem de 18 anos.

Para Thunberg, a conferência deveria ser adiada, já que “se as pessoas não podem ser vacinadas e viajar para serem representadas de forma igual, isso é antidemocrático e pioraria o problema”,

O Reino Unido recebe a 26ª COP26, em Glasgow, de 1 a 12 de novembro de 2021.

Em 2019, Thunberg foi eleita a pessoa do ano pela revista “Time”. O seu percurso como ativista começou aos 15 anos.

  • Confidentes de alunos e cúmplices de professores: o braço contínuo

    País

    Chamam-lhes “funcionários” porque funcionam. A expressão até parece sugerir que eles são os únicos que “funcionam”, dentro de uma escola. Acalmem-se os tolos. Significa apenas que os “assistentes operacionais”, ou “auxiliares de ação educativa”, títulos mais pomposos do que “contínuos” – expressão que estimo muito - são pau para toda a colher.

    Opinião

    Rui Correia

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros