Coronavírus

Desemprego atinge o valor mais alto dos últimos quatro anos

Número de desempregados inscritos nos centros de emprego sobe 25,9% em março.

Saiba mais...

O desemprego registado voltou a subir em março, pelo quarto mês consecutivo. Atingiu o valor mais alto dos últimos quatro anos.

Há, em Portugal, quase sete mil casais com ambos os elementos inscritos nos centros de emprego. O impacto foi maior no sector dos serviços, do qual fazem parte o comércio, o turismo e os transportes.

O Instituto de Emprego e Formação Profissional revela que, comparando com março de 2020, o Algarve foi a região onde o desemprego mais aumentou, 55%. Para a subida contribuíram as quebras sem precedentes no turismo, consequência da pandemia.

A região de Lisboa e Vale do Tejo tinha há um ano menos 40% de desempregados inscritos e na Madeira o desemprego aumentou cerca de 30% no mesmo período.

Em março aumentou o desemprego, mas também o número de ofertas captadas e de colocações em emprego, o que, para o Ministério do Trabalho, ajuda a explicar que no Norte e no Centro tenha havido uma ligeira descida no número de desempregados, em relação a fevereiro.

Cinquenta e seis por cento das pessoas que estão sem trabalho e inscritas no Insituto de Emprego e Formação Profissional estão a receber apoios ao desemprego.

  • "Quando estou com os avós sinto-me feliz"

    Desafios da Mente

    As investigações apontam que as crianças que têm avós envolvidos na prestação de cuidados podem ter melhores índices de saúde mental, como uma redução do risco de sintomas depressivos e de comportamentos desviantes, bem como melhor desenvolvimento cognitivo. Em Portugal, o Dia dos Avós celebra-se a 26 de julho. A data foi instituída pela Assembleia da República, em 2003.

    Mauro Paulino