Coronavírus

DGS atualiza orientações para grávidas durante a pandemia. Saiba o que muda

Acesso dos pais à maternidade deve ser facilitado.

Saiba mais...

Os hospitais vão ter de assegurar condições e testes aos pais que pretendam assistir ao parto dos filhos. A Direção-Geral da Saúde (DGS) atualizou as orientações para grávidas em período de pandemia.

Após muitas queixas de grávidas e de organizações, os hospitais têm agora orientações para criarem condições que permitam a presença de um acompanhante durante o parto com um teste negativo à covid-19 feito nas últimas 72 horas.

Se não houver tempo, os hospitais devem disponibilizar um teste rápido.

No caso das mães infetadas, o contacto pele a pele deve ser incentivado, por ter mais benefícios do que riscos de transmissão do SARS-CoV-2, mas é deixado ao critério da mãe, como a amamentação ou a permanência no mesmo quarto.

O acompanhamento do pai durante o trabalho de parto e ao recém-nascido estava já previsto na última revisão da orientação sobre a gravidez. O direito foi agora clarificado e reforçado.