Coronavírus

"É necessário continuar a compensar o aumento de contactos", avisa ministra da Saúde

"É necessário continuar a compensar o aumento de contactos", avisa ministra da Saúde
JOSÉ SENA GOULÃO

Marta Temido destaca a diminuição da letalidade, que considera o "aspeto mais positivo deste longo caminho percorrido".

O Presidente da República, o presidente da Assembleia da República, o primeiro-ministro e representantes dos partidos reuniram-se esta terça-feira com peritos de saúde pública de várias instituições para uma análise da evolução da pandemia da covid-19 no país.

Na reunião no Infarmed, os peritos foram unânimes no otimismo da evolução da população.

Diminuição da letalidade. "Aspeto mais positivo deste longo caminho"

A ministra da Saúde, Marta Temido, que falava aos jornalistas no final da reunião, considera que a situação epidemiológica em Portugal, neste momento, é favorável. No entanto, alerta que é preciso continuar a controlar a pandemia.

"É necessário continuar a compensar o aumento de contactos e a transmissibilidade", diz, apesar de a situação ser "favorável".

Após a reunião com os especialistas no Infarmed, destacou a diminuição da letalidade, que considera o "aspeto mais positivo deste longo caminho percorrido" e do número de internamentos em enfermaria e cuidados intensivos.

A responsável realça também o aumento da testagem e a positividade abaixo de 4% em todo o território.

No entanto, Marta Temido alerta para o aumento da incidência entre os 10 e os 19 anos e para a tendência crescente em algumas zonas da região Norte.

Loading...

Vacinação tem sido adaptada "o melhor possível", apesar dos "contratempos"

A demora na entrega de algumas encomendas de vacinas contra a covid-19 tem sido um dos obstáculos da vacinação em Portugal, reconheceu a ministra da Saúde, referindo-se a "contratempos e situações complexas".

No entanto, garante que a equipa que está a coordenar o processo de vacinação tem procurado adaptar o plano "o melhor possível".

Como meta, reafirma a vacinação das pessoas com mais de 60 anos na terceira semana de maio e de mais de 70% da vacinação no final do verão.

A Comissão Europeia negociou a entrega antecipada de vacinas da Pfizer para o segundo trimestre, refere.

Loading...
Últimas Notícias
Mais Vistos