Coronavírus

Quarta fase de desconfinamento: "Já é um regresso a uma quase normalidade"

José Gomes Ferreira em análise no Jornal da Noite da SIC.

Saiba mais...

O Governo decidiu decretar situação de calamidade a partir de sábado, depois de Portugal continental ter passado por 15 períodos de estado de emergência, que vigoravam desde 9 de novembro.

O primeiro-ministro anunciou que há condições para "dar o passo em frente" para a próxima etapa do desconfinamento.

José Gomes Ferreira, em análise às medidas de desconfinamento anunciadas por António Costa, considera que poderá ser "um regresso a uma quase normalidade".

Com todas as lojas e centros comerciais a poder funcionar até às 21:00 durante a semana e até às 19:00 aos fins de semana e feriados, José Gomes Ferreira diz estarem criadas algumas condições "para alguma retoma económica".

Para além das lojas, também os restaurantes veem os horários alargados até às 22:30, com máximo de 6 pessoas no interior ou 10 em esplanadas por mesa.

Há 27 concelhos em alerta e três que vão manter-se na terceira fase de desconfinamento: Miranda do Douro, Paredes e Valongo. Além disso, há quatro concelhos que recuam para a primeira fase: Aljezur e Resende. Portimão e Carregal do Sal mantêm-se também nesta lista de risco.

Dois dos concelhos que tinham recuado há 15 dias na fase de desconfinamento, Rio Maior e Moura, vão poder acompanhar o resto do país, bem como o Alandroal, Albufeira, Figueira da Foz e Penela.

Há ainda duas freguesias do concelho de Odemira que terão uma cerca sanitária: São Teotónio e Longueira/Almograve.

  • 2:55