Coronavírus

Indústria turística britânica questiona fundamentos do Governo para retirar Portugal da lista verde

Correspondente SIC

A indústria turística não entende ainda por que é que os elevados índices de vacinação no Reino Unido não estão a ser tidos em conta.

O Governo britânico decidiu e parece não voltar atrás: na próxima semana, Portugal regressa à lista de países de risco.

O Executivo voltou a justificar a decisão com base na existência da mutação do Nepal, mas, no próprio Reino Unido, são cada vez mais as vozes contra a retirada de Portugal da lista de países seguros.

A SIC falou com dois especialistas britânicos do setor do turismo que questionam os fundamentos do Governo.

A indústria turística não entende ainda porque é que os elevados índices de vacinação no Reino Unido não estão a ser tidos em conta.

Várias companhias aéreas também já fizeram ouvir o seu descontentamento. Em comunicado enviado à SIC, a EasyJet diz que foi uma "decisão chocante" e está a rever o planos de voos para Portugal. Já a Ryanair considera que a medida é bizarra, mas vai manter os voos previstos.

A partir de terça-feira, as chegadas de Portugal estão sujeitas a quarentena de 10 dias e três testes à covid-19: um rápido antes de embarcar e dois PCR, um ao segundo e outro ao oitavo dia.

Veja também: