Coronavírus

Portugal começa a emitir o Certificado Digital Covid esta semana

O utilizador poderá receber em duas versões: ou em papel ou através de um código digital.

Saiba mais...

O Certificado Digital Covid foi assinado na manhã desta segunda-feira, em Bruxelas. Entra em vigor a partir do próximo mês e, em Portugal, começa a ser emitido ainda esta semana, através do portal do SNS24.

O documento não é obrigatório para quem vai viajar, mas permite maior liberdade nas deslocações entre os países que pertencem à União Europeia (UE).

Funciona como uma espécie de passaporte sanitário, que prova que o cidadão cumpre pelo menos um dos requisitos para viajar sem qualquer restrição: se já tiver a vacinação completa, se tiver um teste negativo à covid-19 ou se acabou de recuperar da infeção.

Os testes PCR devem ser realizados até 72 horas antes da viagem e os rápidos, de antigénio, 48 horas antes.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, saudou hoje os responsáveis da presidência portuguesa da UE, Parlamento Europeu (PE) e Executivo comunitário por terem conseguido aprovar o certificado digital covid-19 num recorde de 62 dias.

"Podemos estar muito orgulhosos e felicito todos os que o tornaram possível, principalmente os responsáveis da presidência [portuguesa da UE], do Parlamento Europeu e da Comissão Europeia pelo seu trabalho extraordinário, conseguiram chegar a um acordo sobre a proposta da Comissão em apenas dois meses, 62 dias, um tempo absolutamente recorde", disse Von der Leyen, na cerimónia oficial de assinatura do regulamento que cria o certificado, no PE.

  • Confidentes de alunos e cúmplices de professores: o braço contínuo

    País

    Chamam-lhes “funcionários” porque funcionam. A expressão até parece sugerir que eles são os únicos que “funcionam”, dentro de uma escola. Acalmem-se os tolos. Significa apenas que os “assistentes operacionais”, ou “auxiliares de ação educativa”, títulos mais pomposos do que “contínuos” – expressão que estimo muito - são pau para toda a colher.

    Opinião

    Rui Correia

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros