Coronavírus

Reabertura de bares e discotecas será decidida a 27 de julho

Francisco Carvalho

Francisco Carvalho

Editor de Imagem

No final do Conselho de Ministros, a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, disse que ainda não é o momento para tomar essa decisão.

Saiba mais...

A esperança durou poucas horas para o setor da diversão noturna. Depois do secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, ter admitido esta quinta-feira de manhã a reabertura de bares e discotecas, a ministra de Estado e da Presidência disse durante a tarde que ainda não é o momento para levantar restrições.

Segundo o Governo, a decisão da reabertura de portas do setor da diversão noturna apenas será tomada depois da reunião no Infarmed, a 27 de julho.

De acordo com os dados da Associação Nacional de Discotecas, mais de metade das empresas de diversão noturna está falida, mas se a reabertura for adiada para setembro ou outubro, esse número poderá aumentar para os 90%.

O setor defende a retoma da atividade com a apresentação do certificado digital covid, o que significa que apenas entrariam nos estabelecimentos os clientes que já estivessem vacinados, recuperados da doença ou quem apresentasse um teste negativo à covid-19.

Veja também:

  • Merkel: mãe e verbo da Alemanha moderna

    Angela Merkel

    Carinhosamente chamada pelos alemães de "Mutti" (mãe), protagonizou um estilo único de fazer política na Alemanha. Não era uma grande oradora, nem fazia discursos inspiradores, mas a postura pragmática valeu-lhe respeito e admiração. "Merkeln" passou a ser verbo na Alemanha, em alusão à forma como a chanceler toma decisões.

    Ana Luísa Monteiro