Coronavírus

Com um ano e meio de pandemia, os jovens estão a procurar com mais frequência ajuda psicológica

Com a evolução da pandemia, o INEM registou um aumento de cerca de 1.500 chamadas a pedir apoio psicológico.

Saiba mais...

Os pedidos de ajuda psicológica e psiquiátrica têm vindo a aumentar com o evoluir da pandemia.

No total, a linha de aconselhamento do Serviço Nacional de Saúde recebeu mais de 99.000 chamadas. Já o INEM, entre janeiro e julho deste ano, registou
um aumento de cerca de 7% de alertas referentes a problemas psíquicos.

Ano e meio depois do início da pandemia, os jovens têm maior necessidade de ajuda psicológica e menos tolerância. Os pais são os primeiros a pedir ajuda, sentem dificuldade em lidar com comportamentos mais agressivos e o não cumprimento de regras por parte dos filhos.