Coronavírus

Nova variante da covid-19: "Não há provas que seja mais infeciosa ou resistente à vacina"

Virologista Paulo Paixão acredita que no Natal já se terá mais informações sobre a nova variante. 

O virologista Paulo Paixão acredita que no Natal já se saberá se a nova variante da covid-19 é mais infeciosa e se terá uma maior resistência à vacinação.

"Até ao momento, não há qualquer prova de que seja ou mais infeciosa ou mais resistente à vacina", diz.

"Mas se uma variante não se transmitir com mais facilidade do que, por exemplo, a Delta, ela não vai conseguir impor-se", acrescenta.

Nova variante

A Organização Mundial da Saúde (OMS) foi alertada para a "ocorrência de uma nova variante de covid-19" na África do Sul e Botsuana, com "elevado número de mutações", anuncia esta quinta-feira a diretora da OMS para África, Matshidiso Moeti.

"Fomos alertados ontem (quarta-feira) para a ocorrência de uma nova variante de covid-19, que a OMS classifica como variante em monitorização, a B11.529, acerca da qual precisamos de obter mais informação", indica a responsável na conferência de imprensa semanal da organização através da internet.

Moeti destaca que "é importante saber até que ponto esta variante se encontra em circulação na África do Sul e no Botsuana" e que a organização está igualmente muito atenta ao que se conseguir saber sobre as "características deste vírus", que está agora no centro das preocupações dos laboratórios de análise e investigação dos daqueles países.

Saiba mais

Especial coronavírus