Coronavírus

Vacinas contra a covid-19 provocam “ligeiro” atraso na menstruação

Vacinas contra a covid-19 provocam “ligeiro” atraso na menstruação

A conclusão é de um estudo norte-americano divulgado na quinta-feira.

As vacinas contra a covid-19 podem provocar um ligeiro atraso na menstruação, mostrou um estudo norte-americano divulgado na quinta-feira. A análise foi feita ao comparar os ciclos menstruais de mulheres vacinadas e não vacinadas.

A investigação, publicada na revista científica “Obstetrics & Gynecology” mostrou ainda que estas alterações no ciclo são pouco significativas e temporárias, descoberta que a autora principal do estudo, Alison Edelman, diz ser “muito reconfortante”.

Para chegar a estas conclusões foram analisados os ciclos menstruais de cerca de 4.000 mulheres entre os 18 e 45 anos que não usam contracetivos hormonais. Destas, cerca de 2.400 estavam vacinadas contra a covid-19, a maioria com a vacina da Pfizer (55%), seguindo-se a da Moderna (35%) e a da Johnson & Johnson (7%).

No grupo das mulheres vacinadas foram analisados dados de três ciclos menstruais consecutivos antes de terem sido vacinadas e, posteriormente, três ciclos consecutivos após a vacinação ter sido concluída. Para o grupo de não vacinadas, foram recolhidos dados relativos a seis ciclos consecutivos.

Últimas Notícias
Mais Vistos