Alterações Climáticas

Seca obriga produtores de vinho champanhe a vindimar mais cedo

Loading...
Vendidas mais de 300 milhões de garrafas do vinho espumante mais famoso do mundo em 2021.

Em França, a seca está a obrigar os produtores de vinho a fazerem as vindimas antecipadamente. Na região onde se produz o famoso champanhe, os trabalhos já estão adiantados e os viticultores dizem que consequências das alterações climáticas são óbvias.

Debaixo de um sol escaldante, com as temperaturas bem acima dos 30 graus, já se vindima no nordeste de França, onde é produzido o famoso champanhe.

O calor e a seca extrema deste ano trouxeram a apanha para meados de agosto.

O aumento global da temperatura está a mudar a forma como se produzem os vinhos. As alterações climáticas têm um efeito direto no tempo e nas técnicas usadas pelos viticultores.

Se, por um lado, é mais fácil vindimar antes das chuvas de setembro, e antes que as geadas e os fungos destruam as uvas, por outro lado, há o risco acrescido dos bagos ficarem demasiado maduros.

Depois de uma baixa nas vendas, durante alguns anos, a produção na região de champanhe tem vindo a crescer e, no ano passado, foram vendidas mais de 300 milhões de garrafas do vinho espumante mais famoso do mundo.

Últimas Notícias