Crise Migratória na Europa

Dez migrantes resgatados no Mediterrâneo acolhidos no Fundão e Santo Tirso

São sete homens e três mulheres nacionais da Nigéria e do Gana.

Dez migrantes da Nigéria e do Gana, que foram resgatados no Mediterrâneo, chegaram esta terça-feira a Portugal e vão ser acolhidos no Fundão e em Santo Tirso, anunciou o Governo.

"Chegaram hoje a Portugal 10 migrantes, provenientes de Malta, que tinham sido resgatados no Mediterrâneo pelo navio humanitário 'Alan Kurdi', da ONG [organização não-governamental] alemã Sea Eye, no passado mês de abril", refere um comunicado conjunto da ministra da Presidência e da Modernização Administrativa e do ministro da Administração Interna.

O documento explica que são sete homens e três mulheres, nacionais da Nigéria e do Gana, que vão ser acolhidos no Fundão, distrito de Castelo Branco, e em Santo Tirso, Porto.

"Tal como tem acontecido em todas as situações de emergência que resultam de resgates no Mediterrâneo, Portugal assume desta forma o seu compromisso de solidariedade e de cooperação europeia em matéria de migrações, participando ativamente em todos os processos de acolhimento", acrescenta o comunicado.

O Governo lembra que durante o ano de 2018 e já em 2019 chegaram a Portugal 122 pessoas, que foram resgatadas pelos navios "Lifeline", "Aquarius I", "Diciotti", "Aquarius II", "Sea Watch" III e outras pequenas embarcações.

"Não obstante esta disponibilidade solidária sempre manifestada, o Governo português continua a defender uma solução europeia integrada, estável e permanente para responder ao desafio migratório", conclui.

Lusa

  • No coração da Amazónia
    10:18